Desenvolvimento sustentável
Plenária reflete estratégias para fortalecer o Conselho

Representantes de 15 das 19 entidades da plenária do Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Cascavel estiveram reunidos na noite de sexta-feira o prefeito Edgar Bueno também participou.

O objetivo foi conhecer o atual estágio de tabulação de ideias, ações e priorizações de metas e definir passos que possam elevar, nas entidades, a compreensão do que é e as colaborações que o Conselho poderá trazer, a médio e a longo prazos, para o desenvolvimento organizado e sustentável do município.

O presidente Edson José de Vasconcelos informa que, ao mesmo tempo em que precisa se tornar mais conhecido, o Conselho tem por desafio construir uma imagem de credibilidade e de compromisso com todas as forças locais. A metodologia empregada toma por base princípios de conselhos de sucesso e já com grande repercussão em suas comunidades, a exemplo dos de Maringá e de Foz do Iguaçu. “Temos uma grande responsabilidade, porque se deposita enorme expectativa nas ações do Conselho”, diz o vice-presidente Paulo Beal.

Edson reafirmou que o compromisso do organismo é pelo interesse coletivo, de a sociedade participar de forma organizada e sensata na condução dos avanços que todos esperam e merecem ter. “Seremos parceiros dos entes públicos em debates, reflexões e encaminhamentos que possam consolidar projetos comuns e de grande alcance”, segundo o presidente. “O momento é especial e essa unidade reúne os elementos certos para a construção de um município ainda melhor”, conforme a secretária Solange Smolarek Dias.

Frentes
Os representantes das entidades na plenária começam a amadurecer meios de disseminar com mais força as metas do Conselho de Desenvolvimento. Algumas ideias passam a ser trabalhadas, como a realização de um grande fórum com membros de todas as 65 entidades integradas, a participação do Conselho na Conferência das Cidades e, no seu devido tempo, a disseminação do conceito, metodologia e apresentação de prioridades aos pré-candidatos à prefeitura.

O Conselho, com o auxílio de um especialista no assunto, William Fischer, trabalha na elaboração de uma espécie de banco de projetos e de possível parceria que dê suporte legal ao aprofundamento e à execução de ações. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo Carlesso, participou do encontro e se colocou à disposição para apresentar e debater com a plenária projetos considerados importantes pela administração pública municipal.

Depois, o executivo do Conselho, Juliano Fuzinatto, apresentou o atual estágio de atividades nas câmaras técnicas em seus oito eixos. O coordenador do Painel de Urbanismo e Meio Ambiente, Caio Smolarek Dias, afirmou que os trabalhos seguem em bom ritmo e que os encaminhamentos estão mais adiantados que o previsto.

São aspectos centrais dos trabalhos participação voluntária, visão de planejar o futuro, apartidarismo e foco na ampliação na competitividade de Cascavel. O envolvimento pleno de todas as entidades ocorre nas câmaras técnicas, onde surgem e há a priorização das ideias, ressaltou Juliano.

Legenda

Encontro na noite de sexta-feira traçou novos passos ao Conselho de Desenvolvimento Sustentável

Crédito: Assessoria

Eixos

Os painéis do Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Cascavel trabalham os seguintes eixos: Urbanismo e meio ambiente, Cultura, Educação, Segurança, Energia, Saúde, Transporte e mobilidade e Capital técnico e tecnológico.