O Conselho de desenvolvimento sustentável de Cascavel2030, ACIC e Sinduscon foram representados pelo presidente Edson Vasconcelos, no Encontro de Lançamento e Mobilização para Educação Ambiental: Revitalização do Rio Iguaçu, que aconteceu no anfiteatro da Unioeste na última quarta (06).

O evento é destinado aos municípios integrantes da bacia do Baixo Iguaçu. Segundo Renato Mayer Bueno, gerente geral da Sanepar regiões oeste e sudoeste a função principal desse Workshop é levar conhecimento.

O objetivo foi para mobilizar os gestores municipais sobre as questões de educação ambiental na revitalização do Rio Iguaçu, apresentar estratégias e os princípios metodológicos e práticos da proposta de educação ambiental, fomentar a discussão das ações propostas de educação ambiental para a análise de sua viabilidade prática em cada município.

O projeto de Revitalização do Rio Iguaçu reúne a Sanepar, Copel, secretarias de estado, além dos 104 municípios abrangidos pela bacia. Estão previstas ações integradas e obras de infraestrutura para melhorar as condições de tratamento de esgoto sanitário e de resíduos sólidos e a recomposição de mata ciliar do Rio Iguaçu.

 

Saiba mais
GRUPO GESTOR – Segundo Mário Celso Cunha, da Sanepar e coordenador do grupo gestor do projeto de revitalização, foram feitas vistorias em vários trechos do rio. “Estamos trabalhando com a fiscalização dessas áreas, reconstituição da mata ciliar e também na revitalização do Rio Belém. Temos uma força-tarefa no Governo do Estado, envolvendo vários órgãos”, disse Cunha.

O grupo gestor é constituído por sete câmaras temáticas – saneamento, educação, saúde, segurança, biodiversidade, mobilização e institucional. Além das secretarias envolvidas no projeto, também participam representantes do Instituto das Águas do Paraná, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Casa Civil, Institutos Lactec, Adapar, ParanáCidades. O grupo faz reuniões mensais, que incluem, ainda, representantes do Ministério Público, Polícia Federal, Prefeitura de Curitiba, Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).

Os trabalhos foram divididos em três fases: Alto Iguaçu (26 municípios), Médio Iguaçu (18 municípios) e Baixo Iguaçu (65 municípios). “Iniciamos o projeto visitando vários trechos do rio Iguaçu e estamos trabalhando com a fiscalização dessas áreas, reconstituição da mata ciliar e também na revitalização do Rio Belém. Temos uma força-tarefa no Governo do Estado, envolvendo vários órgãos”, afirmou Mario Celso Cunha.

Por Patrícia Pacheco